Edgardo Xavier: Não me olhes assim Não me olhes assim...

Não me olhes assim

Não me olhes assim
Não olhes
que fico trémula e temo
que os meus olhos ceguem
e apenas te sigam
em caminhos da noite
Tenho medo de ver-te
só pela rota dos dedos
na lisura do teu corpo apetecido
Não me olhes assim
Não olhes

Vilma Nunes- Edgardo Xavier

Inserida por solitaria543