Jacqueline Batista: “Experimentando a Vida: cotidiano,...

“Experimentando a Vida: cotidiano, esperanças e sensibilidades”.



Amanhece!
Dia sem sol, coração sem calor
A vida corre como rio sem destino
O vazio preenche o enorme espaço do desatino
É quase um espectro da dor

Passa adiante num tempo perdido
Acelera a pulsação do inconsciente
Corre... corre... vai ao encontro do presente
Sufoca o grito, engole o amargor sentido

Anoitece!
Rosa, vermelho e laranja, quentes como a esperança
Vagas lembranças da luz mesclada ao anoitecer
A noite recarrega as forças do desejo de acontecer
O dia se foi, o amanhã é a explosão de uma nova crença.

Inserida por JacquelineBatista