Deborah Oliveira: Desabafo Francamente não sei como...

Desabafo

Francamente não sei como explicar, e tambem nao adiantaria nada se o seu "Para sempre" nao for igual ao meu.
É como se eu não soubesse o porque de estar aqui, é como se eu fechasse os olhos e tudo isso nao passasse de coisas que nao tem o porque de estarem onde estão.
Sabe quando a cabeça luta contra tudo a sua volta e seu coração insiste naquela melâncolia monotôna?
Sabe quando tudo parece real, só que é igual quando se esta dormindo, e quando se toca, estava apenas sonhando?
Se eu pudesse definir o amor, eu diria que é como voce dizer que ama Paris, sem sequer ter ido até lá, é como se voce nao soubesse oque é o amor realmente, mas voce sabe que ele esta ali, voce o sente de alguma forma, já a desilusão não se enquadra em nenhum ritual, ela eu definiria como "imprevisivel".É como se voce ficasse com sono quando nao se pode dormir, e ficar como uma energia e tanto quando a cama esta ao seu lado..Alias, nao sei o porque estou falando isso aqui, sendo que a pergunta que mexe com todos meus intintos é: O porque de tudo isso?
Porque este quarto rosa quando tudo na minha mente esta obscuro? sem respostas?
Porque será que tenho que sorrir quando na verdade eu quero chorar?
Porque arrumar a bagunça do meu quarto quando na verdade a parte mais importante do meu corpo esta confusa, minha cabeça?
Porque existem as estrelas se quando a nuvem chega elas desaparecem?
Será que é para termos a certeza de que ela sempre voltara a brilhar? Mas a questão é...e se não brilhar?
Para que falarmos que algo é Para sempre se nao temos a certeza?
Porque temos que nos preocupar com o final, se o começo nao esta nem começando?
porque acender a luz do quarto quando o resto da casa esta no escuro?
sera que estamos tentando esconder algo?
Pra que as lembranças se elas prejudicam o coração?
Porque as crianças insistem em desenhar casinhas na floresta? Ah, já sei, talvez esses desenhos deram inicio às favelas ou nós que estamos sonhando demais?
Oque estamos tentando disfarçar? O que sera que nos machuca tanto?
As vezes pelo simples fato de citarmos essa palavra ja machuca.
Certamente a melhor forma de viver é olhar para o final para entendermos o começo e o presente, mas como isso é possivel se no final todas nós estaremos mortos?
Pra que criar seu mundo de fantasia se o carnaval já passou?
Pra que se mostrar forte se voce esta acabado por dentro?
Pra que insistir em algo no qual ja nos mostra o final?
Será que ainda temos a esperança de que algo mude a esta altura do campeonato?
As vezes nem eu sei direito quem sou, e falar de amor, já tornou-se algo perigoso...
Porque será que o amor nos faz sofrer sendo que, Poxa, era pra ser a coisa mais bonita do mundo, será que é realmente de amor que estamos falando, ou algo parecido?
Quantas perguntas né?
Mas a questao é : se nao existissem as perguntas, quem precisaria das respostas?
Respostas que ninguem sabe se um dia vai chegar, e se talvez algum dia chegar, certamente sera no final...
Mas, no final nao estariamos Mortos? (risos)

Inserida por deboraholiveira9