MindEvade: "Te amo...", ela fala baixinho...

"Te amo...", ela fala baixinho no meu ouvido enquanto nos despedimos, depois do apressado café da manhã, numa morna manha de 5ª feira. "Eu também. Mais do que você imagina...", digo. Sem pensar nem nada. Simplesmente saiu. Tudo soa como um banho quente, daqueles que arrepiam quando você entra e não sente mais vontade de sair. Ela para um lado, eu para o outro. Como sempre. Não olho p´ra traz, só ando... em direção a rotina, em direção ao que sempre faço... sigo a mesmice. Subo. Sento-me aqui para escrever estas débeis linhas, que irão me angustiar num futuro distante. Vejo a cara do meu filho estampada na proteção de tela... Suspiro... Suspiro sem parar... Todos vão chegando, escondo estas linhas... Brinco com a aliança... Debruço sobre a mesa... É hora de regressar... ... Já passou... estou de volta.

Inserida por MindEvade