MindEvade: Madrugada de domingo... uma e meia da...

Madrugada de domingo... uma e meia da manhã. Meu corpo pede por uma noite bem dormida enquanto vomito estas linhas. Deito, o corpo adormeçe. Olhos fechados, imóvel. Mas o sono não vem. Não me reviro na cama, nem me movo, mal respiro... e o sono não vem. Sinto as palpebras pegajosas e asperas, e cambaleando venho até este canto para escrever estas palavras. É como se eu estivesse em um estação, esperando um trem ou algo assim. Fico alerta, ouvindo tudo... cada carro que passa, cada sirene, gargalhada, gota de chuva. Me levanto, ando pela casa, ligo a tv, assalto a geladeira, mas nada me traz o gasto da energia mental acumulada.

Inserida por MindEvade