Marcelo MArtins: Não sei porque repentinamente Meu...

Não sei porque repentinamente
Meu coração ficou mergulhado na sombra da tristeza,
É talvez efeito da solidão,
Respondeu-me a voz da razão,
Antes eu sempre estive solitário,
mas jamais tão triste como agora.
Olho a noite embalsamada de perfumes primaveris
E fico sem compreender a razão do ser dessa melancolia.
Tudo é belo,o luar cor de prata, a noite transparente e azul...
Você esta presente em tudo,
No luar cintilante que hoje me aparece tão triste,
No sussurro da brisa que toca levemente os meus cabelos com suas mãos de sonhos,
Nas estrelas que piscam silenciosamente no céu.
Agora compreendo porque estou triste...
Você esta em toda parte mas não está ao meu lado
Estou sozinho, e a noite é linda...

Minha alma tem frio
E meu coração pulsa fortemente inquieto
como se estivesse desfalecendo,
Você está em toda parte,
Na noite linda, no luar nas estrelas,
E principalmente dentro do meu coração.

Inserida por marcelonam