Paula Câmara Ferreira: Você o único mistério que não...

Você o único mistério que não consegui desvendar
A única que pude amar
Nos teus braços sempre me entreguei por inteiro
Esperando que meu coração fosse seu paradeiro
Eu pertenci a você, em todos os momentos, mas
Sinto que apenas tive você por instantes...
Talvez por falta de carinho, tudo que senti, escorregou pelos meus dedos
Fazendo com que eu perdesse a falta de você...
Mas ainda, nas noites frias e solitárias a lembrança insiste em te trazer
O tempo, dizem os mais velhos e sábios, leva tudo
Dos amores perfeitos aos amores imperfeitos como o nosso!

Inserida por Paxazinha