Sofia Duarte: Oh, tão doce a hora em que seus lábios...

Oh, tão doce a hora em que seus lábios me arrancaram da tormenta, não sei quando comecei a sentir aquele nosso unir eterno, o tempo já não fazia parte de mim…


*CINZAS: SALVATORE*

Mais em http://pedacosthestorie.blogspot.com

Inserida por SofiaDuarte