Paulo Domingos: O DIA EM QUE TODOS OS CORAÇÕES PARARAM...

O DIA EM QUE TODOS OS CORAÇÕES PARARAM DE AMAR

"Em alguma parte da historia nos perdemos, e nos tornamos nós mesmos.

Acabaram as arvores. Os animais. Foi-se a água.

O amor ao próximo que algumas vezes fingíamos ter, não fingimos mais.

Ontem, o ultimo homem morreu, jogando em nossas mãos milhões de perguntas. Precisamos de novos lideres? Ou precisamos de novos sonhos?

Seguiremos em frente, mas dessa vez, todos de mãos dadas.

Marcharemos juntos. Nem tudo esta perdido.

Reconstruiremos o mundo do nosso jeito.

Não vamos mais adaptar a natureza a nós.

Nós que vamos nos adaptar a natureza.

Dinheiro não valerá mais nada.

Não é esse respeito falso que queremos.

Você será reconhecido, se merecer.

Não haverá paises, a partir de hoje, seremos parte do planeta terra.

Todos falaremos a mesma língua, todos teremos a mesma cultura.

Cuidem das crianças, elas são a chave de tudo.

Continuarão nosso trabalho, se ele for bem feito.

Nossa principal lei, e talvez a única delas: Não comeremos enquanto tiver alguém passando fome.

Somos todos iguais não somos?

Então assim seremos!

Os poucos animais que restam serão curados e alimentados.

As poucas arvores serão adubadas e regadas.

Vamos limpar os rios que ainda podem ser limpos.

A natureza nos ajudará.

E tudo voltara a ser como era antes.

Ame todas as pessoas acredite nelas.

Confie!

É só o que pode guiar o mundo para um futuro diferente do passado que acabamos de presenciar.

Hoje será lembrado como o dia em que todos os corações pararam de amar.

E amanha será o dia em que olharemos para traz, e não veremos o dia de hoje."

Inserida por juliananog