L. K. P.: Nega de Aracajú. Nega formosa por quem...

Nega de Aracajú.

Nega formosa por quem me apaixonei
devolva meu pobre coração
não o esmague assim-assim.
Eu te vi e desde então
não mais pertencem-me as batidas
desde pobre coração.

Este pobre coração bate
para que meus olhos possam ver-te sorrindo
de longe...
Este pobre coração bate
para minhas narinas sentirem
teu cheiro de flor-do-campo.
Este pobre coração bate
bate ainda mais quando te vejo e teu cheiro sinto.

Ô nega de Aracajú, dá-me aqui a tua mão
deixa-me tocá-la e acalma
este desejo mais que besta!
Ô nega olhos cor de trigo
sente só meu coração.
Que chama por ti e bate
assim que ouve teu nome
sente teu cheiro, vê teu sorriso
na boca carnuda cor de carmim.
Vem correndo pra mim, nega formosa
de Aracajú, e me deixa correr nesses
campos de trigo que tens nos olhos.

Inserida por lkp