Bernardo Almeida: Perdedor Eu perdi E perco quase sempre...

Perdedor

Eu perdi
E perco quase sempre
Por opção

Mas o fracasso traz um gosto
Ao qual me familiarizo facilmente
A perda é ridícula perto da lição

Do erro faço novas escolhas
E das escolhas, encontro novas opções
Toda correção exige tempo

Não tenho pressa
A persistência é o aprendizado
O aperfeiçoamento é constante

Sem desanimar
Vejo o quanto tudo é fútil
Sutilmente apressado e finito, solitário

Bernardo Almeida

Inserida por robertleroy