Desconhecido: Desabafo de amor... E feito passáro...

Desabafo de amor...

E feito passáro
pousaste no meu canto,
roubando todos os meus silêncios.
Provei do teu gosto e guardei,
o teu hálito,
todos os teus sabores.
Misturou-se ao meu sal o teu suor.
Bailei nos versos que a tua boca preferiu falar.
E cantei as tuas cores todas,
bebi todos os teus segredos,
arrepiei todos os teus poros e fiz eriçar
todos os teus desejos.
Profanei a tua alma e,em troca,
herege, desnudei-te a minha.
É ínútil o teu silêncio.
Eu ouço todos os teus passos.

Inserida por jucicastro