Desconhecido: E na minha garganta, um nó. No meu...

E na minha garganta, um nó. No meu coração, uma dor. A dor de saber que eu fiz tudo errado, tudo errado para esse amor acabar. Desculpe-me, mas eu nunca soube ama não do jeito que você merece. Talvez eu tenha que começar tudo de novo, mas eu sei que nunca mais vou te ter, eu te perdi e não a nada que eu possa fazer para esse amor voltar. E o pior é que quando eu tinha você, deixei escapar por que nunca pensei que esse sentimento iria existir, e agora quanto menos pessoas souberem disso, melhor. Eu não sofro tanto, sabendo que você ama outra, ou pelo menos acha que ama. Eu não sei o que acontece, mas eu tenho certeza que nunca daria minha vida por você, como eu daria para outras pessoas, talvez pelo motivo de eu saber que você sabe se cuidar sozinho (?) mas e eu também não gostaria de ouvir um ‘eu te amo’ vindo de você. Mais motivos para eu achar que isso não é amor. E quando você está perto, eu quero sair, pois eu não quero ficar perto de você, você me faz mal. E tudo o que é bom pra mim acontece sem querer, eu posso querer nada, acontece tudo errado. Isso é motivo para risos. Mas uma coisa que eu quero levar para sempre é meu jeito de escrever qualquer palavra, sem querer, tudo na minha vida acontece sem querer, nada eu planejo, assim, totalmente. Tudo vem como uma surpresa. Por isso talvez que eu amo surpresas. Eu não vou aguentar ficar longe de você, apesar de que você me faz mal quando está perto. Eu sei que eu não posso te proibir de fazer o que você quer, mas eu não vou ficar bem sem você. E o que eu preciso é sorrir, e fingir que nada está acontecendo para tentar ser feliz, vendo o que eu jamais poderei mudar.

Inserida por taiarasch