Rebeca - Néctar da Flor: Que amo um mato, amo a hipótese de...

Que amo um mato, amo a hipótese de viver contigo num interior pra criar galinha e chamar no: titititititititititi. Lavar suas cuecas, minha calcinhas, suas camisas, minhas camisolas, num açude bem em cima do sangrador e de cócoras colocando a roupa pra quarar. Imagino a gente num final de tarde, aguando as plantas, os pés de mangas, pé de caju que no inverno fica com florzinha linda nele todo. Me imagino escorada numa cerca e enganchar sem querer a ponta do meu vestido no arame farpado, só pra você me ajudar a tirar. Ficar contigo olhando o sol se pôr bem vermelhão num horizonte e a miragem da terra quente naquele embaçado que só essa quentura sabe fazer. Pra finalmente, ficar sentada na janela da nossa casa bem simples, que tenha só porta e janela e admirar meu maridinho lindo sentado num tamborete de madeira perto da porta, tocando seu violão que de tanto ser alisado por você, sente falta de mim. Loucura são essas ondulações espessas num coração que não sai do chão engatinhando por você. Momentos? Só existem os NOSSOS! Queimando, queimando, queimando, louca pra ser sacolejada pelo seu vento pegando fogo. Definitivamente, qualquer lugar contigo, alto ou baixo eu estou é dentro. Despenco contigo na velocidade da luz, porque estamos anos-luz de tudo que já pude ver nessa vida.

Amei o TE VIRA... que viro naquela rapidez, coração...

...você sabe, num sabe?

~*Rebeca*~

-

Inserida por Nectardaflor