Pamela Tailine Amorim: Odeio ter que acreditar que o futuro é...

Odeio ter que acreditar que o futuro é incerto
Sinto-me mal, por viver
E ser essa tal incerteza
Me calo pensando
Será que vale a pena chorar?

Estou tentando abrir os olhos
Quero poder ver o sol
Quero sorrir pra ele
E deixar a luz entrar

Quero que ele brilhe em mim
Quero sorrir mesmo que uma lagrima esteja por cair
Mesmo que o mundo acabe

Por mais que chova
Por mais que a chuva lave e leve tudo embora
Quero poder cantar e saber que logo o sol vai brilhar
E o céu continuará azul
E tudo estará ali

Nada pode mudar
A não ser meus pensamentos
A não ser as coisas que não quero lembrar
As coisas que pedi para esquecer

Quero que a chuva leve
Leve pra sempre
Lave minha alma
E purifique o meu viver

Logo o sol voltará
E dessa vez será pra sempre
O sol voltara e trará de volta minha alegria
Trará meu ser e brilhará em mim.

Inserida por Pamytailine