Joane H. Maggioni: Hoje Sou hoje, o meio-termo do avesso o...

Hoje

Sou hoje,
o meio-termo do avesso
o vício que não contenta
a paz que não vigora.

Sou hoje,
o túmulo vazio
o ébrio sem bebida
a incerteza do dia passado.

Sou hoje,
o conceito abstrato
o sufoco da paixão
a fúria da inconseqüência.

Sou hoje,
o contentamento sem alegria
o choro sem lagrima
a verdade sem existir.

Sou hoje,
o último suspiro
o último desejo
a ultima esperança (esperança perdida).

Inserida por jomaggioni