Sebástian Borges de Albuquerque Mello: Num certo momento da história do homem,...

Num certo momento da história do homem, ele acreditou que ser livre era poder fazer tudo o que quisesse; depois, a liberdade de ter tudo o que quisesse, e liberdade para chegar aonde quisesse. Não percebeu que quanto mais fazia, quanto mais tinha, quanto mais longe ia, menos liberdade tinha. Liberdade é mais do que ir e vir. É ter a certeza de poder prosseguir, de arriscar, sem ter que carregar eternamente cada conquista pretérita. Cada vez que recuamos em nome de uma conquista de ontem, somos menos livres. Ao revés, quando se pensa que nada nos resta, quando se pensa que tudo nos foi tirado, quando se pensa que renunciamos a tudo, tudo o que resta é a liberdade. Não se pode fugir dela, e à medida que mais a procuramos, mais a perdemos, e à medida que a perdemos, a encontramos.

Inserida por sebastianbam