Alvaro Sertano: SOBRETUDO SAUDADE! Na memória a...

SOBRETUDO SAUDADE!

Na memória
a lembrança viva
a correr, com o rio
manso, em sonhos, só.
A tarde contemplativa
viceja em crepúsculo
infinito arrebol.
O pensamento ondeia
pertinente ao sol;
O desejo ameno
faculta irreal,
o sabor da ternura
confisca a desdita
almeja aparato,
requer, conduta primata.
Corre o rio, o pensamento
canta a passarada
sopra o vento,
em silêncio; Ecos...
Floresce a juventude
no ínterim dos anos,
o temor invade
sobretudo saudade,
rege esperança
do querer real, quaisquer.
Depressa é o viver
consumido pelo tempo
abstrato, desmedido a correr.

Alvaro Sertano,do livro "Eu Poeta"!

Inserida por alvarosertano