Adriano Hungaro: DISTANTE (?) Será que distante é...

DISTANTE (?)

Será que distante é realmente tudo aquilo que não está perto? É tudo aquilo que não conseguimos tocar ou pegar? Ouso discordar dessa máxima e da funesta pergunta que me fazem aos barrancos de palavras jogadas. Distante, na minha interpretação, é tudo aquilo que foge de si mesmo, que foge do outro sem que se perceba. Distante é o silêncio, é a falta de lembrança, é a dor do erro irreparável e mortal. Distante é a soma de atitudes que conduzem a perda, a solidão, ao sofrimento e ao vazio interior. Distante é tudo aquilo que mesmo apegado, mesmo impregnado dentro da gente... perdeu o sentido!

Inserida por AdrianoHungaro