Adryforever: A balada Do outro lado do bar daquela...

A balada


Do outro lado do bar daquela danceteria, a multidão como mágica desapareceu diante de meus olhos, assim foi fácil avistá-lo, aquele barulho entopercedor se desligou de meus ouvidos, nada mais ouvi e nada mais vi, exceto ELE, neste momento o mirei, sabia dos riscos, da promessa que havia lhe pedido para cumprir, mas fui tomada por uma força maior e sem controle meus pés começaram a marchar firmemente em sua direção, olhei em seus olhos como se eu pudesse hipnotizá-lo, eu sabia que algo muito importante estava para acontecer em nossas vidas, seria uma prisão ou uma libertação, não tinha ainda essa resposta, mas sabia que haveria uma grande transformação. Posicionei-me em sua frente e o empurrei como se eu quisesse tirá-lo daquela mentira que ele insistia em viver, então perguntei: PORQUE VOCÊ É ASSIM??? Ele então me segurou pela nuca, entrelaçando seus dedos em meus cabelos, naquele momento pensei: NÃO, VOCÊ NÃO PODE, VOCÊ ME PROMETEU, mas ele conseguiu ler em meus olhos que na verdade eu não queria que ele cumprisse a promessa e foi aí, nesse exato momento, que a Bela encontrou a Fera, sentindo seus lábios nos meus, saí do meu corpo, como diversas vezes aconteceu nos 4 meses seguintes, por medo de me permitir viver aquilo, que em minha opinião não era certo, uma moça decente não faz isso, no dia seguinte eu não sabia distinguir o real do surreal, nada tinha a ver com a ressaca de todas as misturas alcoólicas que fiz, eu realmente queria acreditar que não fiz algo que para mim, não era ético, mas aos poucos a realidade foi caindo sobre mim sem piedade e assumi, SIM, EU O DEIXEI ME BEIJAR, mesmo o empurrando, o deixei me beijar de novo, a força que nos puxava um para o outro era tamanha que só o chão pode nos segurar, me levantei furiosa, mas ele não queria saber de mais nada, me beijou novamente. A confusão dentro da minha cabeça tomou conta e disse a ele: VOCÊ VAI SE ARREPENDER, eu queria fazer qualquer coisa para ele ficar com raiva de mim e nunca mais olhar na minha cara, agarrei o primeiro idiota que vi na frente, achei que isso o afastaria de mim, mas quando o destino está traçado, não há como fugir.
Hoje, já tenho a resposta, foi a minha libertação, de minhas hipocrisias, de minhas injustiças com o pré julgamentos, de minha imaturidade, de minha ingenuidade, de minha exacerbada confiança nas pessoas, meu mundo "cor de rosa" totalmente imaginário. Foi graças a ele, que além de me libertar me descobri, o encontrando me encontrei.
HOJE SOU UMA MULHER COMPLETA,
FELIZ, ALIVIADA, CURADA, OBRIGADA POR INVADIR MINHA VIDA...



Fran

Inserida por adryforever