Fernanda Oliveira - SSABA: Bem, falar de nós mesmos não é uma...

Bem, falar de nós mesmos não é uma tarefa fácil, sempre tentamos passar a melhor imagem de quem nós somos e, às vezes, pesamos um pouco na mão. Mas, vamos lá!!!!
Pra começarmos bem, de cara, digo logo que sou abençoada. Vou dizer por quê. Porque na corrida pela vida, dentre milhões de espermatozóides, fui à única vencedora. Aqui estou eu! Porque conheço um Deus Magnífico, o Deus que faz milagres acontecerem, o Deus do impossível. Porque Esse Deus me deu de presente uma Mãe única e maravilhosa, que me ama demais e eu a amo incondicionalmente. Porque tenho uma família que me acolhe, protege, respeita, briga, como qualquer outra família normal, mas nos amamos demais. Porque tenho poucos, mas verdadeiros e preciosos amigos. Porque tenho alguém mais que especial em minha vida, é um amor companheiro e amigo, é um amor cúmplice, é um amor recíproco em sentimento e atitude.
Sou uma eterna aprendiza. Alguém cheia de manias, gostos, ações e reações. Às vezes previsível demais outra totalmente imprevisível, impulsiva e atrevida. Sou aquela que rir por bobagem, chorona por natureza, choro pra aliviar a dor, choro de alegria, choro vendo filme, choro com injustiças, enfim, choro por tudo. Alguém que morre de medo de barata, ansiosa e desastrada. Apesar de muito ansiosa, tenho o dom de ser paciente. Não precisa muito pra me fazer feliz, pra mim, a simplicidade me basta. Simplicidade de alma, aquela que vem de dentro, que não se forja e não se desfaz. Adoro uma farra boa, uma zoada, uma “confusão”. Mas, adoro o silêncio, a paz que ele me traz. Gosto da palavra dita na hora certa, sem atrasos ou precipitações. Sou adepta ao: “Se não sabe o que falar, o melhor é calar!”
Bom, já chega de falar sobre mim. Acredito que quem me conhece sabe bem quem sou. Para os que ainda não conhece, sou Fernanda Oliveira, o prazer é todo seu!

Inserida por Nandaneto