Ernesto Martins Faria: Não precisava dizer que me amava Já...

Não precisava dizer que me amava
Já haviam me contado
“Como pode? Nunca disse!”, ele falava
Acho que estava enganado. Tua feição ao meu lado brilha desguarnecid... Frase de Ernesto Martins Faria.

Não precisava dizer que me amava
Já haviam me contado
“Como pode? Nunca disse!”, ele falava
Acho que estava enganado.

Tua feição ao meu lado brilha desguarnecida
Teu sorriso acende com o meu falar
Teu olhar entristece a cada despedida
Cada gesto teu me mostrava o teu amar.

Uma flor, um chocolate, um ursinho
Uma música, um passeio ou um sorriso
Sorte a minha estar com teu carinho
O teu sentimento não precisava de aviso.

Amor não se diz, não se declara, se sente
E o que eu sinto já me deixa bem contente.


Adicionado em 22/07/2009 por Ernesto Martins Faria (ernestomf@ibmecsp.edu.br)

Inserida por ernestofaria