Marques Bueno: "Sussurros ensurdecedores” Amar...

"Sussurros ensurdecedores”



Amar alguém não é um sacrifício desumano, é uma dádiva que sempre está engatinhando.

Chorar por alguém não é convincente, esperar sempre a mesma resposta é vício insignificante.

Amar mesmo alguém é viver a cada respiração, não esperar sofrimento, vida sem perturbação.

Chorar enquanto suspira é ler a carta manchada pelas lágrimas da última discussão tardia.

Amar o sol que não vem, pode erroneamente culpar a noite por faltar sedução.

Chorar pela falta de romantismo é esquecer a poesia declamada, não temendo o trovão.

Amar a eloqüência de um sorriso é fácil para o coração, é bom; contagia.

Chorar e se perder é trair a promessa de duas almas, influência vazia então.

Inserida por MARQUESBUENO