Jota Cê - Néctar da Flor: Quando o dia clareou pude perceber que...

Quando o dia clareou pude perceber que estávamos no meu quarto, eu deitado em uma cama de frente pra você que estava em outra. Você ainda dormia, fiquei te olhando, ainda deitado, por um tempo e não demorou muito pra que você acordasse e me desse aquele seu sorriso. Não dizíamos nada e ao mesmo tempo dizíamos tudo. Ao mesmo tempo em que já éramos, parecia que ainda seríamos. Cada um na sua cama, falávamos, riamos, nos olhávamos e aquele nosso papo que nós dois entendemos tão bem durou o tempo que deveria. Levantei, andei até a porta, parei, olhei pra trás, hesitei, mas voltei até onde você estava e te dei um beijo no rosto. Foi aquele tipo de beijo que de tão suave, leve, a gente sente o peso da vontade que ele carrega quando a boca encosta o rosto. Dei um, não satisfeito, dei outro, você riu me afastei de novo e saí. Fui pra cozinha arrumar a bagunça que eu tinha feito na noite anterior, estava cantando alguma música e você apareceu dizendo que tinha recebido um recado de algum parente, acho que era de seu pai. Por trás chegou bem perto de mim, quase encostando, estendeu o braço com o papel e disse alguma coisa no meu ouvido, então, eu fui responder alguma coisa no seu. Quando acabei de dizer o que tinha pra dizer no seu ouvido, senti uma vontade e dei aquele mesmo beijo, de novo, no seu rosto, mas dessa vez bem perto do canto da boca. Só que você foi virando o rosto devagar e me beijou, retribuí e aquele beijo de língua sarrando língua, boca que gruda na outra sem se separar por nada, aconteceu. E esse momento, no auge daquela emoção que nós dois conhecemos tanto, durou a eternidade do nosso infinito. Você me largou, foi saindo, atravessou a cozinha, virou o pescoço e olhou pra trás. Atravessou a copa, virou o pescoço e olhou pra trás. Chegando ao corredor, parou, virou o pescoço, olhou pra trás de novo e eu da cozinha não tirei os olhos de você, nessa sua travessia toda, retribuindo todos os seus olhares. Você piscou pra mim... acordei.

Jota Cê

-

Inserida por Nectardaflor