Cristiany Abreu: Tristeza Não me diga hora Nem lugar...

Tristeza

Não me diga hora
Nem lugar para sentir
Não interrompa meu sossego
Não me deixe em desespero
Não me mande fugir
Não fale de minhas fraquezas
Eu não vou te ouvir
Não perturbe meu coração
Com a sua conversa mole
Aquela velha canção
Não me deixe perdida
Iludida e enfeitiçada
Em meio à multidão
Não me sufoque
Não me mostre
A maçã da tentação
Não me faça prisioneira
Não uso coleira
E não vou te dá essa moleza
Você não habita mais aqui
Agradeço sua gentileza
Mas você não vai me invadir
Não vai seguir os meus passos
Confundindo a minha mente
Fazendo sombra em minha direção
Sem ritmo e sem compasso
Me guiando pra uma estrada, uma ficção
Um caminho decadente
Onde a certeza é a abstração
Não tenho medo de seus dentes de serpente
Nem de suas patas de leão
Não me ligue
Não me procure
Não me busque
Eu não vou te acompanhar
E nem gira e girar
Sem sair do lugar
Não me venha sorridente
Eu não vou te fazer sorrir
E mais uma vez, me ferir
Aprendi a ser paciente
Dê a volta,
Você tem que partir..

Inserida por CristianyAbreu