Cristiany Abreu: Apenas Delicado Tão assim Tão perto de...

Apenas Delicado

Tão assim
Tão perto de mim
E distante nessa saudade
Que em palavras
Gritam ao invés de falar
Tão assim
Na intimidade que arrepia
Conto uma história
De pessoas que puderam sonhar
Num caso sem acaso
Num erro concedido
Num amor doído
Como foi bom amar!
Onde foi quebradas pedras de gelos
Em alguém congelado
Cansado de tanto caminhar
Alguém que já sentia
Que havia mais pra se doar
Sentia que mais precisava
Sentia que não conhecia
O amor de verdade
Foi bom apresentar!
Antes, tudo era tão normal
Não foi fácil
Foi o nascimento mais complicado
De um bebê e um neném
Mas o complicado foi ultrapassado
Com uma força que crescia
Com uma paciência que sabia respirar
Sabe lá, de onde isso vem...
Antes, tudo era tão natural
Encontros bem marcados
O horário que não se perdia
O beijo no quintal
Eu me lembro
Nas noites que chovia
Você tinha medo do temporal
E toda dia renascia
A vontade de encontrar
Para viver um carinho diferente
E a cada dia que seguia
Não se conseguia mais ficar ausente
Era sempre como
Se fosse a primeira vez
A primeira semana,
O primeiro mês...
Tudo se repetia com um novo sabor
E de tanto amor,
A gente não se perdia
Mas isso era apenas delicado
Algo ficou para trás
Veio a distância
E ela não cultivou
Aquele encanto do primeiro encontro
Aquela magia do primeiro mês
A freqüência do primeiro ano
O ritmo que a gente fez
E mesmo resistindo
Algo se perdeu de nós
E foi assim,
Apenas delicado
Que aquele sonho
Ficou pra traz...

Inserida por CristianyAbreu