Jota Cê - Néctar da Flor: Ele olha como se fosse intimado, direto,...

Ele olha como se fosse intimado, direto, preciso. Ele segue como se fosse em linha reta, paradas, curvas. Enraíza palavras, como se fosse perdê-las. Grita o que sente, como se fosse mudo e todo o barulho é ouvido por quem se emociona. Toca, querendo mostrar pra vida que não existe desafinação quando se sabe o tom. Ele viaja, viaja, viaja na possibilidade de harmonias novas, enquanto passa de um acorde para o outro. Não se envergonha quando o dedo atrapalhado esbarra na corda que não deveria e continua no ritmo que já tanto sabe improvisar. Olha para o nada, mas sente tudo. E quando fecha os olhos continua enxergando o todo. Ele consegue ser observado nas situações menos observadoras. Ele é curioso, principalmente quando estimulado. E quando não surge estimulo, ele provoca como quem sabe onde quer chegar. Agarra o braço, aperta os dedos e sai dedilhando, dedilhando, dedilhando, como se tudo fosse tocar... até ele.

Jota Cê

-

Inserida por Nectardaflor