Ricardo da Silva Candido: Eu esperava algo de Deus que nem mesmo...

Eu esperava algo de Deus que nem mesmo sabia o que era, porém surgiu em minha vida alguém que mexeu com meu interior, de maneira que eu perdi a fala. Ela tinha olhos castanhos tão escuros pareciam uma linda noite de verão, seus cabelos eram avermelhados como o por do sol, os lábios desejáveis tanto quanto o fruto proibido. Mas o que eu mais apreciei foi a junção dessas qualidades que formavam um sorriso capaz de iluminar até mesmo o centro da Terra. Me senti um tolo por não controlar direito minhas pernas, por deixar meus neurônios entrar em rebelião fazendo com que eu não pensa-se em nada interessante pra conversar, eu parecia um menino de 12 anos ao lado de uma menina bonita. Quando toquei em sua mão senti vergonha por estar com a minha suada e pensei como ela iria rir se soube-se como eu estava me sentindo, como se estivesse levando um choque de alguns milhões de voltz. Agora agradeço a Deus por me conhecer melhor do que eu mesmo, peço sua bênção, por que sei que Ele me mostrou o caminho mas quem tem que caminhar sou eu.

Inserida por Candinho51