Jamile Lago: O primeiro agente nunca esquece... É...

O primeiro agente nunca esquece...
É como o despertar de um gigante adormecido
O toque que arrepia
da pessoa que poderá ser para sempre sua
É como se deleitar n'um apiário sem abelhas
Abraçar um panda e cariciar a juba de um leão
que ao lhe ver ficou manso...
Tudo e nada não existem, há apenas dúvidas que se arrastam nessa troca de caminhos...onde se perde a ingenuidade e o medo do errado aparece e atormenta os pensamentos em que outrora não pareciam tão distantes do que é considderado certo...Emfim, as emoções a todo momento se contradizem
É bom sentir sensações sabendo serem sufocantes?
Ainda não sei...e quando saberei...?

Inserida por jammyllhi