Mário de Andrade: Ela repetia sempre "Carlos",...

Ela repetia sempre "Carlos", era a sensualidade dela. Talvez de todos... Se você ama, ou por outra se já deseja no amor, pronuncie baixinho o nome desejado. Veja como ele se moja em formas transmissoras do encosto que enlanguesce. Esse ou essa que você ama, se torna assim maior, mais poderoso. E se apodera de você. Homens, mulheres, fortes, fracos... Se apodera.

Mário de Andrade ANDRADE, M., Amar, Verbo Intransitivo, 1927.
Inserida por henriquenasci