Marylife: CONJUGUEI O VERBO DO SEU AMOR! Eu amo...

CONJUGUEI O VERBO DO SEU AMOR!

Eu amo isso não se esta mais no presente, nem no futuro. O futuro e o presente ficaram muito longe, deixando de ser presente indicativo das suas mentiras. Quando eu amei, pensei estar entrando num mundo mágico acreditei e apostei nesse amor achando que ele era perfeito mas os dias me mostraram que amei apenas no perfeito indicativo
mostrando- me que só eu amei. Passei então para a imperfeição, onde meu coração desiludido e desgostoso, fazendo – me perceber que eu amava solitariamente. No imperfeito da sua acrimônia eu abjurei no indicativo eu amarei novamente no futuro, amarei quando o presente Se fizer indicativo no meu esquecimento total sem resto sem sobras sem missino. Quando eu amar no futuro subjuntivo tem que haver uma quimera, real, natural e verdadeira. Que eu ame no presente subjuntivo para que seje eterno, que eu ame novamente sempre procurando aprender com os erros de ontem. Quando seu amor apareceu mais que perfeito e entrando no indicativo eu amara e acabei na vasa do seu orgulho. No futuro do pretérito do indicativo não tivesse mistificado, eu amaria até hoje. Mas sei que eu amaria novamente, mas desta vez sem ser inepta. E se for entrar no imperfeito do subjuntivo, eu amasse retroagir, estaria parada no nada, perdendo a chance de ser feliz em outro amor. No infinitivo pessoal por me amar primeiramente decidi postergar e fugir de candongas. Eu ti amo no presente tão ausente, hoje não mais existe na minha mente no meu pensamento na minha memória banido do meu coração para o tão almejado e clamado passado.

Inserida por marylife