Ernesto Martins Faria: Enraizados, compactos, vivos Crescendo a...

Enraizados, compactos, vivos
Crescendo a cada dia
Casas dos passarinhos lascivos
Semeando alegria.

Nossos sentimentos nasceram aqui
Sob a sombra de casa exímio arbusto
Como você não mais sorri?
Com a beleza deste matutino crepúsculo.

Eu pensava que o nosso amor ia arborescer
Mas parece que a magia só estava em mim
Para você só eram árvores no amanhecer
E pássaros que voavam sobre o jardim.

Inserida por ernestofaria