André Luiz: Soneto de abertura Cada vez mais me...

Soneto de abertura

Cada vez mais me sinto só
talvez seja somente a soidão que me invade a alma
cada vez me sinto mais só
talvez seja ausência de esperança e calma.

Se um, dia q'inda virá
esta insosa solidão acabar
junto com a calma que ainda está
Saibam todos...

A esperança não deve findar!
E esta deve junto caminhar,
com a mais sublime sensação.

Esta não vale menos,não,
Sempre,na guerra e na paz deve estar,
A sublime sensação de amar!

Inserida por andreluizdasilva