Eu: Ás vezes a paz de um sorriso pode...

Ás vezes a paz de um sorriso pode desarmar uma guerra...
Ás vezes a paz de um sorriso pode desarmar uma guerra...
Quem me conhece, sabe quem sou.
Pergunte a eles...hehe
Você aparece do nada, como um herói da Revolução Francesa determinado a salvar minha cabeça da guilhotina. Escreve cartas que nunca recebo cujas declarações, a revelia, chegam a todo instante. Não acha a minha normal intransigência um problema. Talvez até goste de desafiar os limites da minha paciência. É cheio de surpresas, de canções. Me oferece abrigo no lugar mais charmoso de Paris como se fosse banal percorrer aquelas ruas em Montmartre e não admirar aqueles jardins, as casas antigas, as varandas charmosas, os cafés... Disse que já escreveu a nossa história.Tenho certeza que suas palavras fazem jus ao que você é e promete fazer. Mas meu caro, esqueceu de um detalhe. Essa história é de nós dois. E eu ainda não construí a minha parte!"

Inserida por Renatapaes