Jaak Bosmans: Atelier dos inacabados Perfeita foste,...

Atelier dos inacabados

Perfeita foste, no aroma de perfumes e aquarelas
Onde cada beijo nos pertencia em odores e desejos
Para em invisíveis telas te refazer dos momentos
Vividos num passado triste de apenas rascunho.

Pincelei em traços inquietantes e imaginários,
Sempre o alvorecer de mais ternuras e sabores.
Renovando a cada aurora o real de nossos sonhos,
Sempre sublimes ,num exalar de mais perfumes.

Mas na tua inconstante beleza inacabada e fugidia,
Deste preferência ao rascunho do teu passado.
Teu perfume e cores vivas me abandonaram
Diante da tela invisível de mais um puro engano.

Tarde percebi tua outra face, e não contive lágrimas,
Que caiam suave sobre o retrato pintado.
E mesmo em constantes e delicados retoques,
Não alcancei mais o nosso primeiro alvorecer.

Ficou assim, no velho atelier dos inacabados
Apenas o aroma se evaporando sem cores
Em pincéis e tintas endurecidos pelo tempo,
Dos sonhos em rabiscos incolores.


E a entrada suave da luz do último alvorecer
Anunciou solene em toque de recolher
Todos os sonhos, desejos e prazeres
Expostos agora na galeria dos inacabados.

Jaak Bosmans 31-05-09

Inserida por JaakBosmans