MGT: Com o amor não se brinca. Não se faz...

Com o amor não se brinca. Não se faz chacota, joguete, não se banaliza. Amor é coisa séria. É uma graça divina, sêmen da vida. Amor é um par; e ao ser unificado em uma só entidade, tem início, meio, mas não tem fim!"
O homem ama de verdade a sua mulher quando admite que seu amor é eterno, e o proclama corajosamente perante Deus. O que é o matrimônio senão a união de duas pessoas diferentes, não apenas porque vieram de famílias e ambientes distintos, mas porque biologicamente e afetivamente têm diferenças fundamentais que se complementam. Esta complementaridade é a base de um empreendimento magnânimo. A época do namoro é apaixonante e inesquecível, mas amor verdadeiro é aquele que se constrói e que se transforma em base sólida para uma família.
Percebe-se com o passar dos anos uma queixa constante das mulheres em relação a seus maridos. Eles não lhes dão a devida atenção. Alguns maridos têm a tendência machista de ver as responsabilidades e aspirações de sua esposa em segundo plano. Elas existem tão somente para servir à família, e não a respeitam plenamente como co-responsáveis pela mesma. Outros admiram, valorizam e respeitam carinhosamente a esposa e mãe de seus filhos, mas estão tão preocupados com seus próprios afazeres, que não apenas se desleixam pelos assuntos familiares, como também descuidam das necessidades de sua esposa.
O corpo do homem é diferente do da mulher. O que é visível é óbvio. Mas existe uma diferença fundamental na formação do cérebro da mulher, em relação ao do homem, que faz com que ambos processem as informações de forma distinta. Enquanto o homem tende a fracionar para ter uma visão global, a mulher tem a tendência de multi-processar para ter a mesma visão global... complementar. Nos extremos, o homem tem uma visão racional do que consegue explicar... o que lhe facilita a vida... e a mulher um sexto sentido... que lhe remói o estômago.
O homem sábio é aquele que ouve a sua mulher antes de assumir posição frente a um assunto que atinja o âmbito familiar. O casal se une numa só pessoa. Duas cabeças que se complementam tão perfeitamente, juntas, só podem pensar melhor. As decisões fundamentais da família, sejam do cotidiano ou não, são melhores tomadas a dois.

Outra diferença fundamental está nas necessidades afetivas de cada um. A mulher por sua natureza é um poço de afetividade, e ninguém desempenha melhor papel de mãe senão ela. O marido sábio é aquele que se desdobra para suprir este poço de carinho e afeição. Como tem que regar o jardim da família com abundância, as esposas demandam atenção com voracidade, em uma proporção maior que os maridos. Estes, por sua natureza tosca, têm a tendência suicida de descuidar este aspecto.

O homem sábio é aquele que se auto-educa, vence sua natureza e se supera. Sabe ser atencioso com sua esposa, estar pendente das pequenas coisas que a fazem se sentir querida.
O homem sábio é aquele que valoriza sua esposa frente aos filhos. Ensina-os a amar e respeitar a mãe deles como o faz como esposo. Continuamente a elogia e chama atenção de suas qualidades. O homem que ama a sua mulher, a coloca no pedestal, a faz rainha do lar.

E se duas cabeças, juntas, pensam melhor... são mais eficazes quando o fazem com a cabeça fria e fora da presença dos filhos, a portas fechadas. São infrutíferas as pequenas ou grandes discussões na presença dos filhos. Ambos se desprestigiam, pois fica evidente que não estão alinhados. Cria ruptura no ambiente e enfraquece a autoridade de ambos. O homem ama a sua mulher quando prestigia e valoriza a sua mulher frente a si e frente aos filhos.

Para que qualquer grande ideal seja atingido, uma grande dose de força de vontade tem que ser aplicada. O marido e a mulher, ambos, não se casam para ser servidos, mas para servir. As necessidades mais importantes não são as próprias, mas as do outro. Por sua natureza afetiva, a mãe se desdobra para atender aos filhos... pois que se lembre que o marido, com toda a sua autoridade, é o seu caçula !! Por sua natureza tosca... o homem tem que colocar uma boa dose de for

Inserida por Tcheco