ClaudiaBMCosta: Vou-me... entrego as armas, as coloco no...

Vou-me...
entrego as armas,
as coloco no chão.
Faço as malas,
entro no prumo...
Rendo-me ao descontrole,
aquele que certamente me salvará.
Deixo neste instante a mentira de que sou...
algo que nem sei oque é.
MInha identidade já perdi nem sei quantas vezes...
no correio não está.
Vou-me,
sair dos becos escuros,
lá não eu não quero mais flanar
Se alguém ainda acredita,
com isso não posso importar.
Vou buscar tudo oque me foi dado,
e que eu não pude cuidar
assim minhas digitais
finalmente encontrar!

Inserida por Claudiabacosta