Sou-denis: Carta para uma rosa. Caríssima rosa....

Carta para uma rosa.


Caríssima rosa.
Quando eu te desejei.
Na hora eu não pensei.
Que fosse eu fazer-te mal.
Só pensei em minha amada.
E com a mente encantada.
Arranquei-te do meu quintal.
Belíssima rosa.
Algum tempo depois.
Eu e minha amada, nós dois.
Passeando em meu jardim.
Olhando a roseira sem flor.
Ela me disse sorrindo.
O que tu fizeste foi tão lindo.
Mas a rosa que me deu.
Estaria aqui ainda.
E talvez muito, muito mais linda.
E ela continuando.
Sobre você, rosa falando.
Que o presente que eu dei.
Com uma tesoura cortei.
Murchou-se depois de uns dias.
Foi então que eu acordei.
E quase, quase chorei.
Pois te dei pra minha amada.
Tu oh rosa encantada.
Sabendo que neste dia.
Aqui também estaria.
Eu você e minha rainha.
A completar a minha alegria.

Inserida por sou-denis