Edgardo Xavier: Paixão Paixão é uma cascata de luz No...

Paixão

Paixão é uma cascata de luz
No rio cego da noite
Um estrondo no ermo da nave gótica
A violência doce de um fim anunciado
O tudo e o nada
Do tempo que nos remete
Sem mapa
Para a certeza das galáxias

Sem ti sou uma pedra aos tombos
Na calçada
Umas vezes batida
Outras parada

Só nos teus olhos me faço ave
E voo sem destino
À gargalhada.

Inserida por solitaria543