Marques Bueno: “Santo ou demônio” Atitudes tão...

“Santo ou demônio”




Atitudes tão estranhas, sentimentos sem fim, solidão como forma de alívio, busca vaga, uma estrada sem leis.

Busca inacabada por aquilo que se perdeu, um longo período de marasmo, só não chore desta vez.

Cavalgue pelos mais penosos caminhos, a chuva e a tempestade ás vezes podem trazer um amor; suspire.

Demônios têm o dom de perturbar nossas almas, a sua flor é recheada de espinhos, tormenta distante.

Espreite a batalha insuperável, o inferno é uma bela canção e teu paraíso está apenas em construção.

Fundamental é acordar e sentir-se bem, não importa o mal que se fez; errado outra vez.

Generosos são aqueles que enxergam um pouco mais com o coração, homens castos, defeitos que emanam soluções.

Harmoniosas são as palavras que curam as dores, não possuo esta felicidade, minhas palavras murcham a flor.

Insistentes foram os romances, exigentes as decepções; tanto faz um abraço ou um sorriso, nunca tive noção.

Jeitoso quando acaricio com minhas mãos, jubiloso quando digo não, justiceiro ou não é apenas escolha; opção.

Inserida por MARQUESBUENO