Ale Ruffini: Ausência Na sala vazia Somente o branco...

Ausência

Na sala vazia
Somente o branco
Não há portas,
Não há janelas.
Nada entra,
Nada sai.

Ali somente os sonhos...
Tudo é branco e só.
Não há portas.
Não há janelas.

Na sala vazia,
Somente ruínas...
Tudo é branco e pó.
Nada entra.
Nada sai.

Na sala vazia,
Somente o branco...
Tudo é dor
e pranto.

Na sala vazia,
Somente a esperança
de um dia, ver no branco,
a alma de todas as cores.

Inserida por AlexandraRuffini