Marques Bueno: “Arrependimento” Foram inúmeros...

“Arrependimento”



Foram inúmeros erros, grosseiros, letais e arteiros, só que o tempo esperou sorrateiro e hoje se mostrou implacável, nunca um arrependimento fora tão hesitantemente profundo.

Eu que sempre me achei muito esperto, veloz e austero, cai na mais barata armadilha, um emaranhado de acontecimentos, percebi então meu dom...auspicioso idiota.

Uma celebração solene, uma pausa da natureza, os olhos do mundo voltados para esta data, todos celebrando alegremente, e eu estupidamente o intruso muito indecente.

As magoas que deixei, os choros que causei, os anos contribuíram para o esquecimento e hoje recebi todo este peso...meu primeiro acerto de contas.

A alma que nunca foi crente hoje sofre mais que meu inabalável orgulho, a dor de minha estupidez não consegue arrancar sequer lágrimas do coração.

Um sentimento amargo, um veneno que mata aos poucos, os sentimentos vão se apagando, e o veneno te consumindo; o brilho da lua...sem valor.

Inserida por MARQUESBUENO