Margarida: Beleza desbravada Um dia ! O meu...

Beleza desbravada

Um dia !
O meu coração me deixou adormecida
Às vezes pergunto onde estou?
Olho o infinito.
Beleza tranparente,que me traspassa
Na candura de sua formação desbravada,
Nuvens azuis que se enrola a imensidão
Nuvens paradas
Nuvens que vão e não voltam...
Nuvens que ficam retratada na retina
Olho a imensidão oceânica!
Mar que esverdeia em sua consciência
Águas que se esvaziam
E se enchem ao mesmo tempo
Tom de indo e vindo
Para inebriar,seus labios
Coberto pela areia dourada do sol
Lampejos, salpicantes abraçando,
O infinito inconsciente
Gotas límpidas que voam ao céu
Par despertar outras plagas
Olho o infinito e vejo ,consciências desbravadas!....

Inserida por Sdremargarida