Narceja: ...E se pintou com a mágoa que tu...

...E se pintou com a mágoa que tu deixastes...
Só foi uma única vez que ele sorriu!
Perdeu-se na rua...
Sem saída e sem rumo,
Percorreu estradas, cidade, países...
Procurando o que já havia se perdido..
Pelo tempo e memórias de um amor morto.
E carregou consigo o cadáver ...
Por toda a vida,
Até descansar e cumprir sua missão,
Te amar assim...morrendo.

Inserida por narceja