RAUL DANTAS: LUAS PELA IRIS TUA PRESENÇA ME TORNAVA...

LUAS PELA IRIS

TUA PRESENÇA ME TORNAVA NOBRE.
POIS O AMOR É NOBRE.
E EU AMAVA E AMO E ESTOU.
A PERFEIÇAO DAS CURVAS, ATE PARECIA UMA ''OSCAR NEIMAWER''
COMO CONSIGUIA...
DISER TANTO, SEM MOVER OS LABIOS.
AMAR, SEM ME TOCAR.
TUA PESENÇA ERA A REALIDADE, A PERSONIFICAÇAO.
DE TUDO OQUE EU PODERIA SENTIR.

QUERO ESTAR EM VOCE.
POIS COM VOCE É POUCO ''POSSO NAO ESTAR''
QUERO SER VOCE.
POIS O MAXIMO NAO TEM NUMERAL...
E VOCE É TUDO.

COMO PODE SER TANTO?
NEM SEI QUEM ES TU.
MAS NOS CONHECEMOS POR UM UNICO CANAL.

Inserida por csar