RAUL DANTAS: NAO POSSO ACREDITAR QUE FOI EU. MESMO...

NAO POSSO ACREDITAR QUE FOI EU.
MESMO SABENDO: SOMENTE EU POSSUO ESSE PODER.
DA AUTODESTRUIÇAO CONDICIONADA.
SOU ENTAO UMA DROGA,A MIM MESMO.
TALVES...ODE A ESTA PALAVRA,ELA NAO EXISTE.
UM DIA LI ALGO DE MARIO QUINTANA:NAO SOU TIMIDO,SOU CALADÃO,INTROSPECTIVO'
DAI ME ENCAIXEI NA DESCRIÇAO.
EU NAO POSSO CHORAR POR ISSO OU AQUILO.
MAS CHORO, POIS SINTO DENTRO DE MIM TUDO OQUE ACONTE FORA.
POSSO SENTIR SAUDADE? NAO. PRECISA-SE DE ALGO PARA SERTIR SAUDADE,PRECISO DO QUE NAO TIVE,ALGUEM OU AMOR.
POIS DE TER ALGEM E OU AMOR EXISTE UM ABISMO DE DIFERENÇA.
MAS NA MINHA SITUAÇAO, OQUE VINHESSE SERIA ACEITO!
A INTROSPECÇAO ME FAZ GRITAR ALTISSIMO:
ESTOU SO.
ESTOU SO.
ESTOU SO.
DE MANEIRA INTERIOR(CLARO).
MAS ENTAO OQUE POSSO?
SENTIR, GUARDAR, A SOLIDAO.
ESTA QUE ME ACOMPANHA DESDE SEMPRE...
EU POSSO SENTIR.
AFINAL PARA CONVIVER''ISSO''
SO BASTA ESTAR COMO ESTAVA E ESTAREI...
NAO POSSO SABER ATE QUANDO, ASSIM...
SO.

Inserida por csar