Lygia Fagundes Telles: Costurar as feridas e amar o inimigo que...

Costurar as feridas e amar o inimigo que odiar faz mal ao fígado, isso sem falar no perigo da úlcera, lumbago, pé frio. Amar no geral e no particular e quem sabe nos lances desse xadrez-chinez imprevisível. Ousar o risco. Sem chorar, aprendi bem cedo os versos exemplares. Não chores que a vida é luta renhida.

Lygia Fagundes Telles A Disciplina do Amor.
Inserida por mandinhang