Irmao laxaro ex oludum: Dói demais quando se percebe Que mesmo...

Dói demais quando se percebe
Que mesmo em meio a tantos se está só
Dói demais quando se descobre
Que os de perto não te amam

Dói demais quando tudo
Que um dia construímos vira pó
E um vento impedioso
Meu Deus, de repente leva tudo

Me consolo, em Teus braços
No Teu colo eu me rendo

Dói demais quando a gente ama
E o preço é amargo da ingratidão
E a mão que era amiga
Meu Deus, lança espinhos na tua face

Dói demais, dói profundo
Ver os lábios de um santo lançar maldições
E apesar de eu estar ferido
Meu Deus, clamo a Ti misericórdia

Me consolo, em Teus braços
No Teu colo eu me rendo

Inserida por luisotavio