Diogo Crescenti: Um olhar, o desejo Desconcertantes...

Um olhar, o desejo
Desconcertantes trejeitos.
Uma musica e um beijo
Num forte abraço, seu corpo encontra o meu
Suspiros, bocas que que se esmagam
Partes que se tocam
Meu corpo quer ser seu
Mãos que acariciam, buscam
Fechos que se abrem,
Semblantes que se traem
Arrepios pelo corpo
Roupas que caem
Pelos que se tocam
Mãos que procuram
Os corpos se encaixam, se contorcem
Espasmos e sussuros
A porta da vida me recebe
com movimentos lentos e compassados
Dentro de ti eu pulso
e pulso... e pulso... e pulso
E num espasmo de prazer
Me deixo, você se desfalesse
como por impulso.
Toques suaves e carinhos
Um olhar, o desejo

Inserida por don2005