Fernândo Báldassäri: Solidão A solidão não é a do...

Solidão

A solidão não é a do eremita, que se acomoda nos lugares mais inóspitos da terra;

A solidão não é daquele que vive em uma grande metrópole, onde centenas de pessoas diariamente estão a sua volta, e nem eles, nem você tem a menor noção de quem são;

A solidão não é quando você percebe que seu grau de prioridade, cai vertiginosamente, dentre aqueles poucos que te conhecem;

Conhecer a solidão é quando você APRENDE, que nada e nem ninguém poderá apagar as marcas gravadas no seu “coração” do sentimento de ser só.

Trecho do manuscrito Existência e Esperança de Fernândo Báldassäri

Inserida por Febbalda